quinta-feira, 23 de outubro de 2014

A hora de mudar é agora!

Compareci ao Largo da Batata ontem para somar minha voz aos muitos que foram, mais por estarem fartos da mentira, da hipocrisia e do crime institucionalizado como política de Estado, do que por serem militantes de partidos. Claro que o PSDB e o Solidariedade, e personalidades do PV deram suporte ao evento, mas conversando com inúmeros participantes notava-se que o que os motivava estar ali era a esperança de mudar. Famílias, idosos e jovens vibravam muito pelos gritos de mudanças e de protesto. Rancor e ódio? Só os canalhas podem afirmar isso.
Sentia-se a indignação no ar. Ecoava o grito de quem cansou de ouvir acusações levianas e ficar calado. Mãos ao alto clamavam por liberdade e justiça, não por mais favores de Estado. Era a praça dos indignados que se levantaram para dizer que não, não somos idiotas nem separados por negros e brancos, por classes nem por gênero, somos um povo só, de alma cansada de ser enganado, somos unidos neste grito pela nossa dignidade, para tomar de volta o futuro para o bem, para a lei, para a fé e para o progresso de nossa bandeira.
Sabemos que muitos desse povo ainda se escondem sob o peso do medo, reféns das ameaças covardes propagadas a céu aberto pelos comitês petistas e sem a devida punição pelo tribunal eleitoral. Ameaças essas, registradas e denunciadas em vários estados, que sequestraram covardemente a liberdade de escolha destes humildes. Por mais que sejam criticados por sua covardia ou pela sua ignorância, o verdadeiro vilão continua sendo a propaganda covarde do partido governista.
Nosso país está caminhando para as trevas, nosso governo chafurda em tanta lama que nem podemos processar em nosso cérebro como fazer para dizer um basta! Corremos a denunciar em nossos teclados, publicar textos e denúncias em vídeos, mas preciso alertar que estamos muito próximos de uma quebra institucional se a mudança fracassar.
A hora não é para depois, é agora! Militem a favor da liberdade, contra essa ditadura enrustida! Pelos nossos filhos! Pelos nossos netos! Vamos comparecer as ruas, vamos pedir votos, convencer os indecisos e omissos, vamos tomar de volta nosso futuro, nosso país, nossa liberdade!
Que os ventos da liberdade soprem nossos corações! A partir de hoje até o domingo próximo, vamos as ruas para trazer de volta a razão e a esperança, pelo voto. Agora é Aecio!